quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A HISTÓRIA DO CHICLETE!

CONFORME O PEDIDO DA ALUNA JAMYLE  MORIAH,DO 4°ANO DA PROFESSORA RITA 
DO CEI OLÍVIO SOARES SABÓIA. TA Í A HISTÓRIA DO CHICLETE!BOA LEITURA!

Crianças ou adultos, todo mundo já se rendeu a essa guloseima. Mas é mesmo muito difícil resistir.
Cada hora aparece um tipo novo no mercado: ou a forma é super inusitada ou o apelo vem nos sabores diferenciados que dão vontade de pular dentro dos comerciais para experimentar. Mas nada de pensar que mascar chicletes é uma mania do homem moderno. Essa é uma história de muitos anos atrás!

Como surgiu o chiclete?

Essa é uma pergunta que ainda alimenta os curiosos de plantão...Se você sair por aí pesquisando sobre o tema, encontrará diferentes versões.
Mas uma coisa é certa: muito antes do chiclete ser inventado, os seres humanos já mascavam gomas vegetais.
O Guia dos Curiosos conta assim esta história: "Em 1993, (...) o pesquisador sueco Bangt Nordqvist publicou um artigo científico no qual afirmava que a goma de mascar havia surgido muito antes. Ele encontrou no sul de seu país três pedaços de resina de bétula mascados por dentes humanos perto de ossadas da época da Idade da Pedra. Nordqvist afirma que o produto contém zilitol, um desinfetante usado para limpeza dentária, que ajudava os homens primitivos a manter a arcada protegida."
Alguns historiadores dizem que essa foi uma descoberta dos índios da Guatemala, que mascavam uma resina extraída de uma árvore chamada chicle para estimular a produção de saliva durante suas longas caminhadas. Os maias, do sul do México, também conheciam a goma de chicle, que, ao que tudo indica, usavam para refrescar o hálito. A goma era extraída de uma árvore nativa do Yucatan e de outras partes do sul do México e do noroeste da Guatemala, Sapodilla ou Manilkara zapota L. O hábito estava longe de ser uma novidade quando os espanhóis chegaram por lá em 1518.
Mas, seja qual for a versão, o chiclete não era comercializado na forma que vemos hoje. Foi somente no final do século 19 que um fotógrafo americano chamado Thomas Adams, junto com o um general mexicano exilado em Staten Island, Antonio Lopez de Santa Anna, resolveu fazer do chicle uma fonte de lucros. A primeira idéia que os dois tiveram foi usar a resina para misturar à borracha utilizada na fabricação de pneus e assim baratear muito os custos.
Resultado: frustração total. Suas experiências não deram nada certo!
Adams então teve a idéia que apresentou o chiclete ao mundo: já que o general costumava mascar a resina, por que não mascar algo com um sabor diferente? Resolveu então acrescentar o alcaçuz ao produto, produziu uma certa quantidade em formato de bolas, embrulhou-as em papéis coloridos e passou a vendê-las.
Embora colorida com algumas imprecisões, a história de Thomas Adams é fartamente documentada. No site About, Mary Bellis, editora da seção Inventores, alinhava documentos da The Encyclopedia of New York City, editada pela Universidade de Yale, que comprovam o uso do chicle das florestas mexicanas na fabricação dos primeiros Chicletes Adams.
Estava dado o passo inicial, e depois disso ninguém mais conteria essa onda dos chicletes.........

Chiclete no Brasil

Foi durante a Primeira Guerra Mundial, em 1945, que os brasileiros tiveram o primeiro contato com a versão industrializada doschicletes, por meio do contato com soldados norte-americanos. O Ping Pong -- ícone da infância de muita gente -- foi o primeirochiclete lançado no Brasil, pela Kibon.

A maior bola

O Guinness, o Livro dos Recordes, informa que a maior bola de chiclete foi feita por uma americana, Susan Montgomery Williams, da Califórnia. A bola media 58,4cm e o recorde de Susan é de 1994!

Mais inteligentes?

Existe um estudo feito pela Universidade de Nothumbria, na Grã-Bretanha, que reúne evidências que sugerem que o hábito de mascarchicletes pode ser bom para a memória e a inteligência. Segundo os pesquisadores, a freqüência dos movimentos feitos para mascar causam um aumento na freqüência cardíaca. Eles acreditam que isso faça aumentar a oxigenação do cérebro, dando mais eficiência às suas funções.

Chiclete para cachorro

Ah...essa mania de achar que os animais tem que fazer coisas de seres humanos!!......No começo do ano, uma empresa de produtos para cães anunciou o lançamento de chicletes caninos. São ossinhos maleáveis feitos com um couro comestível, de sabores e aromas variados. Segundo eles, a goma de mascar diverte e alivia o estresse dos animaizinhos, além de evitar o tártaro e o mau hálito.


Bom galera, a única coisa certa de afirmar é que se não escovarmos bem os dentes,o chiclete deixa de ser um prazer para ser uma verdadeira DOR DE DENTE!Cuide-se e mesmo depois de um "chiclezinho",VÁ ESCOVAR OS DENTES!!!!!!!!!BJS    DO  MUNDODE KIKA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário